Visão Geral
Scravo
Scravo 1.0
Scravo 2.x
Comercialização
Download
FAQ
Ajuda
Mapa do Site
Página Principal
FAQ (Perguntas mais freqüentes)

  
Dúvidas sobre a comercialização
  1. Qual o investimento para a utilização do Scravo?
  2. Esse valor é dependente do número de leitos da Unidade?
  3. A que tenho direito pagando essa parcela mensal?
  4. Antes a forma de comercialização do Scravo era outra, porquê a mudança?
  5. Que benefícios clínicos teremos utilizando o Scravo?
  6. Que benefícios financeiros temos utilizando o Scravo?
  7. Se eu necessitar de uma integração com a farmácia, por exemplo, é o mesmo valor?
  8. Posso utilizar 1 (um) Scravo em diversas UTIs?
  9. Por quê no contrato está escrito "Licença de uso" e não "Venda"?
  10. Para cada computador com o Scravo devo pagar uma licença adicional?
Dúvidas sobre informações técnicas
  1. O que muda da versão 1.0 para a 2.0?
  2. O Scravo é desenvolvido em que linguagem?
  3. Qual a configuração mínima para utilizar o Scravo?
  4. Qual a configuração recomendada para a utilização do Scravo?
  5. Posso utilizar o Scravo com o Sistema Operacional Linux?
  6. O Scravo utiliza Banco de Dados?
  7. Qual o banco de dados do Scravo hoje?
  8. Na nova versão o banco de dados será o mesmo?
  9. Quem utiliza o InterBase?
Dúvidas sobre a operação/utilização
  1. Temos dúvidas sobre a validade da evolução eletrônica, feita com o auxílio do computador. Como vocês vêm isso?
  2. Depois que dou a alta para um paciente, posso alterar as informações registradas? Enquanto internado, posso alterar as informações?
  3. Enquanto internado, posso alterar as informações?

 

Dúvidas sobre a comercialização

1) Qual o investimento para a utilização do Scravo?

Menos que o equivalente a um funcionário contratado por 1 (um) salário mínimo.

2) Esse valor é dependente do número de leitos da Unidade?

Não. Esse valor é independente do número de leitos.

3) A que tenho direito pagando essa parcela mensal?

Todo cliente terá direito a:
  • utilizar nosso suporte via e-mail sem limite de mensagens;
  • todas as atualizações e correções da versão corrente;
  • todas as novas versões;
  • enviar sugestões para implementação nas próximas atualizações.
  • enviar sugestões para elaboração de novos relatórios;

Além de contar com a garantia da qualidade de um produto avaliado pelo IEES - Instituto de Estudos Econômicos em Software onde a metodologia de avaliação é fortemente baseada na opinião dos clientes.

4) Antes a forma de comercialização do Scravo era outra, porquê a mudança?

Nesta nova forma de comercialização, o cliente passa a ser um parceiro da Código Forte. O estreitamento é maior o que contribui para o relacionamento, melhorando a qualidade do produto.

O modelo de comercialização tradicional prevê uma compra-de-uma-só-vez. Esta abordagem traz embutido alguns inconvenientes como:
  • a cada nova versão uma nova taxa;
  • a cada atualização deve-se pagar uma taxa adicional;
  • o suporte técnico deve ser comprado à parte;
  • os valores investidos são mais expressivos.

Neste novo modelo, além do investimento se muito menor, todas as atualizações e novas versões já estão inclusas nas parcelas pagas. Outro benefício é que o suporte técnico não precisa ser pago à parte com o detalhe de ser ilimitado, diferente do que encontramos atualmente no mercado.

5) Que benefícios clínicos temos utilizando o Scravo?
  • Redução de tempo nas tarefas rotineiras
    O Scravo libera os profissionais e suas equipes do serviço burocrático manual além de proporcionar uma economia de 60% do tempo normalmente usado para a execução das rotinas diárias da unidade.
  • Aprendizado rápido - dispensa treinamento
    A utilização do Scravo é bastante intuitiva, não dependendo de pessoal especializado para instalá-lo nem para utilizá-lo. O Scravo armazena em seu banco as informações de todos os pacientes internados e que receberam alta além de listá-los para arquivo no prontuário.
  • Padronização dos dados
    O Scravo tem dados pré-cadastrados que você pode personalizar com outros próprios da sua Unidade. Assim, você efetua o registro de um processo apenas selecionando as informações referentes ao mesmo.

6) Que benefícios financeiros temos utilizando o Scravo?
  • Aumento da produtividade interna, agilidade dos processos e redução de custos;
  • Facilidade de verificar todo o histórico dos pacientes que estão ou estiveram na UTI;
  • Melhoria das informações gerenciais;

7) Se eu necessitar de uma integração com a farmácia, por exemplo, é o mesmo valor?

Para o uso do Scravo sim, mas o serviço de integração não faz parte da parcela mensal. Requer um trabalho específico para a sua necessidade e a negociação dessa tarefa é feita à parte.

8) Posso utilizar 1 (um) Scravo em diversas UTIs?

Não. Cada UTI necessita de 1 (uma) licença de uso do Scravo.

9) Por quê no contrato está escrito "Licença de uso" e não "Venda"?

Porque pela Lei de Software em vigor, não existe venda de software, que é Propriedade Intelectual. Quando você "adquire" um software, na verdade você está pagando pelo direito de uso do mesmo. Se você compra o Microsoft Word®, ele não é seu, ele é da Microsoft, apenas aquela licença de uso é sua.

10) Para cada computador com o Scravo devo pagar uma licença adicional?

Não. O Scravo pode ser utilizado em até 2 (dois) computadores em uma mesma unidade. Se a UTI possui 3 ou mais computadores, entendemos que a mesma pode pagar uma parcela adicional para essas máquinas.

Dúvidas sobre informações técnicas

11) O que muda da versão 1.0 para a 2.0?

Trabalhamos muito na estrutura interna (framework) do Scravo. Essa nova versão está muito mais maleável e adaptável para cada perfil de UTI. Entre vários outros itens, quer dizer que o produto pode se adaptar à necessidade da Unidade, onde as informações coletadas serão pertinentes a cada tipo de UTI. Por exemplo, se minha UTI possui o perfil de pacientes politraumatizados, o Scravo vai disponibilizar campos específicos para esse perfil e neles vou registrar as informações de meu interesse em uma Evolução Clínica, caso contrário, nem preciso me preocupar. Maiores detalhes sobre a versão 2.0.

12) O Scravo é desenvolvido em que linguagem?

Utilizamos diversas ferramentas durante o processo de desenvolvimento de software, mas a principal é a ferramenta Borland Delphi ou somente "Delphi".

13) Qual a configuração mínima para utilizar o Scravo?

Microcomputador Pentium ou equivalente; 32 Mb de memória; Sistema Operacional Windows 95/98/Me/2000/NT; Impressora compatível com Windows e resolução de vídeo de 800x600 Super VGA.

14) Qual a configuração recomendada para a utilização do Scravo?

Microcomputador com processador Pentium, 64 Mb de memória; Sistema Operacional Windows.

15) Posso utilizar o Scravo com o Sistema Operacional Linux?

Atualmente não.

16) O Scravo utiliza Banco de Dados?

Sim. Todas as informações são registradas em um banco de dados para posterior consulta e análise.

17) Qual o banco de dados do Scravo hoje?

Atualmente o Scravo utiliza o Paradox. Este gerenciador foi escolhido por ser royalty-free e quer dizer que o cliente não precisa pagar pelas licenças de uso do banco de dados para o fabricante.

18) Na nova versão o banco de dados será o mesmo?

Não. O Scravo estará utilizando o InterBase.

O InterBase passou a ser royalty-free no começo deste ano, e essa foi uma das razões que nos levou a optar por ele, que é muitas vezes superior ao Paradox e ao Access.

19) Quem utiliza o InterBase?

O InterBase se encontra na versão 6.01 e é utilizado por empresas como: Boeing, NASA, Toyota, Lufthansa entre outras.

Dúvidas sobre a operação/utilização

20) Temos dúvidas sobre a validade da evolução eletrônica, feita com o auxílio do computador. Como vocês vêm isso?

Existe no Congresso a tramitação para a aprovação da lei para gerenciamento eletrônico de documentos, mas não deve ser nada a curto/médio prazo. A experiência que temos e as consultas aos órgão responsáveis é que se uma evolução pode ser batida à máquina, ela pode ser impressa pelo computador. O que deve existir é uma assinatura do responsável ou carimbo e assinatura na mesma.

Nunca tivemos problemas com as evoluções e outros documentos, pelo contrário, somente elogios por parte dos juizes, advogados e auditores quando recebem em mãos os documentos emitidos pelo Scravo, limpos, organizados e legíveis.

21) Depois que dou a alta para um paciente, posso alterar as informações registradas?

Não. Desde o início do projeto, um paciente que recebeu alta não pode ter suas informações alteradas. Talvez implementemos uma opção de alteração das informações após a Alta onde essa alteração deverá ser confirmada pelo responsável (chefe) da UTI e sempre que impressa será identificada como alterado após a Alta.

22) Enquanto internado, posso alterar as informações?

Sim. Para a próxima versão teremos uma opção de histórico (LOG) das alterações feitas, ou seja, o Scravo vai armazenar a informação, quem a registrou e a data em que foi registrada e se houver alguma alteração, vai guardar a informação antiga, a nova, suas respectivas datas e quem as realizou e/ou alterou.





Sobre a Empresa - Produtos - Contatos e Suporte
Mapa do Site - Ajuda - Poltica de Privacidade
Copyright Software SCRAVO